Henkel apresenta matriz à base da resina de poliuretano para compósitos automotivos

02/09/2013 06:43
A Henkel, líder global em adesivos, selantes e tratamento de superfície, desenvolveu na Alemanha o Loctite MAX2, um compósito com uma matriz à base de resina de poliuretano que seca mais rápido do que as tradicionais fabricadas com resina de epóxi.
Compósitos baseados em fibra de carbono ou fibra de vidro estão ganhando espaço em diversas áreas de atuação devido à enorme possibilidade de economia de peso que oferecem em comparação com a matéria prima tradicional utilizada nos componentes, sem prejudicar o desempenho mecânico. A indústria aeroespacial já aderiu às fibras pré-impregnadas que são acumuladas manualmente e, posteriormente, incorporadas aos compósitos. Agora, a indústria automotiva está recebendo inúmeras aplicações com novos métodos de fabricação, como moldagem por transferência de resina, que contribuem com os processos econômicos envolvidos na produção automotiva de larga escala.
Tendo em vista o processo de moldagem por transferência de resina, a Henkel projetou uma nova matriz à base da resina de poliuretano para um compósito que permite o aperfeiçoamento do processo em termos de economia e rendimento. Comparada às matrizes tradicionais à base da resina de epóxi, a nova Loctite MAX2 seca significativamente mais rápida. Durante a injeção, a matriz também possibilita uma impregnação mais eficiente sem estressar as fibras devido à viscosidade mais baixa da resina.
As propriedades do compósito da Loctite MAX2 foram especialmente desenvolvidas para gerar mais flexibilidade aliada a uma resistência a impacto muito superior à tradicional da resina de epóxi. A Henkel confia que esta nova geração de matrizes à base de resinas de poliuretano fornece benefícios significativos para uma fabricação mais rápida e eficiente. Fonte: Henkel