Recarga de veículos elétricos via wireless

17/09/2013 16:34

 

A Fórmula E, uma das mais novas categorias do automobilismo, está pronta  para provar que os veículos elétricos têm velocidade de evolução para impulsionar o desenvolvimento da tecnologia automotiva.

Fórmula E: Fórmula 1 dos carros elétricos

A Fórmula E vai começar em setembro de 2014, em Londres, com corridas em outras nove cidades, incluindo Rio de Janeiro, Pequim e Los Angeles. [Imagem: FIA]

A Qualcomm anunciou recentemente que sua tecnologia de de recarga wireless, denominada Halo, vai ser usada para recarregar  os veículos de segurança que trabalham no circuito da Formula E.

Enquanto os atuais veículos da Fórmula E são recarregados através de estações plug-in, está sendo criada uma infraestrutura para  adequações  futuras implicando em profundas modificações. De acordo com a Qualcomm, o atual sistema de recarga Halo opera pelo posicionamento do veículo sobre uma almofada de recarga wireless. O veículo pode recarregar a bateria, enquanto se mantém sobre a almofada.

wireless, charging, EV, car, race car, racer, Formula E, Drayson, Qualcomm, Halo, Infrastructure, road

Apesar de ter estações de recarga estática terem benefícios óbvios para veículos elétricos , a Qualcomm também disse que a recarga wireless  dinâmica está por se apresentar. Na verdade, a empresa CMO Anand Chandrasekher disse que carros de corrida de Fórmula E podem ter a capacidade de recarga durante a corrida, já na próxima temporada, e isso é um divisor de águas.

Se a tecnologia de recarga wireless tivessem espaço para construção em nossa infraestrutura , as limitações dos veículos elétricos, como alcance e custo da bateria, poderiam ser drasticamente reduzidas. Os veículos assim concebidos poderiam até mesmo eliminar a necessidade de back-up de motores de combustão interna.

Embora pareça exagero , a Chandrasekher, afirmou que a tecnologia de recarga wireless de sua empresa está quase pronta para rolar e já possuem fornecedores, empresas  construindo com tal tecnologia, portanto é esperado que nos próximos anos seja possível observá-la em funcionamento. Agora, se a indústria de energia pode lidar com este tipo de consumo de energia, isto ainda está para ser visto . Fonte: Engineering.com.

Assista abaixo ao vídeo do sistema de recarga em ação: